tanque de guerraUm dos principais motivos para o início da 2° Guerra Mundial foi o Tratado de Versalhes, assinado no final da Primeira Guerra Mundial entre a Tríplice Aliança e Entente. As imposições que o Tratado fez à Alemanha causaram uma grande revolta nos alemães. Com isso, a extrema direita nacionalista (formada por nazistas e capacetes de aço, que estavam se espalhando pelo país), começaram a usar esse rancor que surgiu nas pessoas a seu favor. A vergonha que o povo alemão sentiu depois da assinatura do tratado foi determinante para o surgimento e o crescimento de Hitler.

Com sua população totalmente frustrada, Adolf Hitler, que era líder do Partido Nazista, queria transformar a Alemanha na maior potência do mundo. Ele chegou ao poder em 1933 e começou a prender seus inimigos. Sem cumprir o Tratado de Versalhes, a Alemanha Nazista começava a ser formada. Hitler voltou a armar o país e restabeleceu os serviços militares. Em 1936, estabeleceu um acordo com a Itália de Benito Mussolini, conhecido como eixo Roma-Berlim. Os alemães fizeram um pacto com o Japão e esses acontecimentos mostravam que o país estava se preparando para uma nova guerra.

Início da Segunda Guerra Mundial

A Segunda Guerra Mundial teve início em setembro de 1939 e causou tragédias que marcaram a história mundial. Mais de 70 países foram envolvidos no conflito, deixando milhares de mortos e mutilados. Além disso, causou problemas psicológicos em milhares de soldados e na população civil. A guerra foi dividida em duas alianças: os aliados (liderados por Inglaterra, URSS, França e Estados Unidos) e o eixo (Alemanha, Itália e Japão).

Hitler pretendia invadir a Polônia e em agosto de 1939, foi assinado o pacto de não agressão germano-soviético. Nele, ficou estabelecido que a Polônia seria partilhada e os soviéticos ficariam no comando dos Estados Bálticos. Em 1939, os alemães invadiram a Polônia e marcharam em direção à Varsóvia. Foi utilizada, pela primeira vez, a estratégia chamada blitzkrieg, a “guerra relâmpago”. Era uma forma de encurralar o inimigo rapidamente e fazê-lo se render.

Posteriormente, Inglaterra e França enviaram um comunicado para a Alemanha, exigindo sua retirada em até 24 horas. Caso contrário, a guerra seria declarada. Esse confronto foi diferente da primeira principalmente por causa de sua grande mobilidade. Com o desenvolvimento de blindados e da aviação, as tropas atacavam com mais força e rapidez.

As tropas anglo-francesas aguardaram meses antes de atacar a Alemanha e isso deu tempo a Hitler para que ele pudesse se preparar para lutar contra eles. Entre 1939 e 1941, a Alemanha conquistou o norte da França, Iugoslávia, Polônia, Ucrânia, Noruega e algumas partes da África. O Japão anexou a Manchúria em seu território e a Itália conquistava territórios na Albânia e Líbia.

Invasão da França

carro militarApós invadir países menores e com pouco recurso militar, os alemães resolveram invadir a França. O esperado era que a França resistisse, devido ao apoio que tinha da Inglaterra e seu grande potencial humano e bélico. Os franceses se concentraram na fronteira com a Bélgica, acreditando que a Alemanha iria repetir a invasão que havia feito em 1914, durante a Primeira Guerra. Na saída de uma floresta, os franceses colocaram uma tropa pouco eficiente. Foi nesse local que as tropas alemãs atacaram.

A surpresa causou pânico no exército, que não conseguia deslocar-se, pois havia milhares de pessoas fugindo nas estradas do país. Em três semanas, eles já haviam imobilizado todo o exército francês. Em 14 de junho, os alemães desfilaram em Paris e, no dia 22 do mesmo mês, a França se rendeu. Mesmo após a derrota, a Inglaterra prometeu continuar na guerra. 

Quando a França já estava tomada, a Itália declarou guerra em junho de 1940. As tropas italianas que estavam na Líbia invadiram o Egito e foram expulsos pelos britânicos. Com os problemas enfrentados pelos italianos, Hitler deslocou tropas alemãs para ajudá-los e, com essa ajuda, conseguiu derrotar os ingleses que foram obrigados a recuar. Ainda naquele ano, a guerra alcançou a região dos balcãs.

O líder italiano, Mussolini, também autorizou a invasão da Grécia através da Albânia. Além de não conseguirem invadir o país, os italianos ainda foram atacados e obrigados a recuar. No início de 1941, a Inglaterra sofreu várias derrotas; porém, eles conseguiram manter algumas regiões importantes como a Ilha de Malta.

Entre 1940 e 1941, a Inglaterra ficou praticamente isolada, pois sua esquadra havia sido derrotada por Hitler. Eles bombardeavam Londres e passaram a atacar até a população civil. A situação somente se acalmou quando a Alemanha resolveu invadir a Rússia e deslocou suas tropas para as frentes orientais. O sucesso obtido na primeira fase de guerra foi o propulsor para que Hitler atacasse a Rússia.

Invasão da Rússia

soldado atirandoAntes que fosse atacado pelos soviéticos, Hitler decidiu atacá-los primeiro, subestimando a capacidade do Exército Vermelho. Stalin foi avisado previamente pela Inglaterra e também pelo Departamento de Estado Americano sobre a invasão que estava prestes a ocorrer. Um espião russo chegou a informar ao líder soviético a data exata da invasão; porém, nenhum desses avisos foi suficiente para convencê-lo. Ele acreditava que essas informações eram uma tentativa de fazer com que a Rússia entrasse em guerra com a temida Alemanha. Ordenou até que o exército se afastasse das fronteiras com o país germânico.

A Alemanha dividiu seu grupo de ataque em três frentes. O exército do norte deveria ocupar os Estados Bálticos, para que encontrassem as tropas finlandesas na cidade de Leningrado. Os exércitos do centro deveriam marchar para Moscou. Os exércitos do sul tinha a missão de invadir a região da Ucrânia e depois partir para o Cáucaso. Esse era o maior exército a invadir um país. As tropas que se encontravam na fronteira foram derrotadas e a força aérea foi combatida ainda no solo. Os alemães conseguiam atravessar o país sem que o exército da Rússia oferecesse alguma resistência. A certeza da vitória eram algo comum entre o exército alemão.

Com a eminente chegada das tropas alemãs em Moscou, as soviéticas aumentavam a resistência. E com o início do rigoroso inverno, as estradas ficaram cheias de lama, o que dificultava a locomoção dos carros das tropas da Alemanha. Apesar desses problemas, eles chegaram às redondezas da capital em novembro de 1941. O inverno estava mais intenso e os soldados alemães não haviam se preparado para tanto frio. A ordem de Hitler foi que os soldados aguardassem a passagem do inverno para que pudessem prosseguir.

A capital só seria atacada durante a primavera. Entretanto, as tropas russas, com a ajuda das tropas siberianas, começaram o contra-ataque surpresa contra os alemães. Essa manobra afastou os soldados das proximidades da capital. O fato desencadeou o pânico entre todo o exército e devido a isso, Hitler assumiu o comando geral da guerra.

Com a chegada da primavera, em 1942, as tropas alemãs retomaram a invasão e conquistaram a região do Mar Negro e do Cáucaso. Apesar da perda de território, era evidente que os russos estavam se preparando melhor para enfrentar os alemães.

Derrota do Eixo

avião de caçaStalingrado era a cidade da Rússia que possuía grande fluxo de transporte fluvial e ferroviário e realizava a ligação entre o Cáucaso e a capital, Moscou. Em julho de 1942, as tropas começaram a se preparar para ocupar a cidade. Após meses de confronto, ela foi praticamente tomada pelos soldados. Apesar disso, os russos conseguiram manter o controle de uma parte dela e a Alemanha seguiu sem a vitória completa.

As tropas russas realizaram um contra-ataque e conseguiram acuar várias tropas alemãs. Durante o natal de 1942, diversos soldados estavam sob o cerco do exército soviético. Muitos morreram de fome e frio, sem que o exército tivesse fornecido qualquer ajuda. Em fevereiro de 1943, centenas de soldados alemães se renderam, causando a maior derrota do militar da Alemanha. A Batalha de Stalingrado, como ficou conhecida, foi o início da ruína da Alemanha Nazista.

Entrada dos EUA

O Japão havia se tornado um aliado da Alemanha em 1937 e estava expandindo seus territórios. Para evitar essa ascensão, os Estados Unidos começaram a embargar o envio de diversos produtos para aquele país. Porém, a situação tornou-se insustentável quando o Japão atacou a base naval de Pearl Harbor. Pearl Harbor era uma colônia dos EUA situada no Havaí, que foi atacada pelos japoneses. Foram destruídos diversos encouraçados americanos causando a morte de centenas de soldados. O ataque aconteceu em 07 de dezembro de 1941 e foi uma surpresa que atingiu severamente a Marinha dos Estados Unidos. Esse ataque foi o motivo para os EUA participarem na Segunda Guerra Mundial.

O ataque à base americana era apenas uma das medidas do exército japonês que pretendia atacar as colônias inglesas que pertenciam à Inglaterra, os EUA e a Holanda. Sabendo do poder militar dos Estados Unidos, os japoneses atacaram sua esquadra para que tivesse tempo durante um possível ataque. Com a conquista de diversas regiões, o Japão começou a se preparar para a ofensiva dos americanos.

Invasão da Normandia

navio de guerraDepois do ataque do Japão, os líderes da Itália e Alemanha declaram guerra aos Estados Unidos. O país passou a criar seu arsenal bélico e a preparar seus soldados. Os gastos foram enormes e a ofensiva americana começou em maio de 1942. Foram diversas batalhas e os EUA foram conquistando as terras que haviam sido tomadas pelo Japão.

A denominada Guerra do Pacífico utilizou bastante as unidades navais de cada país e os porta-aviões começaram a ter uma grande importância. Com a chegada dos Estados Unidos nas ilhas japonesas, a Marinha Imperial começou a ruir. Os exércitos da Inglaterra e dos Estados Unidos começaram a atacar a parte sul do eixo, chegando à ilha da Sicília. Benito Mussolini foi destituído no verão de 1943. Em setembro, foi solicitado o armistício da Itália com os aliados. O ex-líder italiano foi capturado por forças guerrilheiras e fuzilado. Foi justamente na Itália que o Brasil atuou com a Força Expedicionária Brasileira.

Na metade do ano de 1944, os aliados ocidentais começaram a Operação Overland (conhecido como o Dia D) com uma enorme frota que partia da Inglaterra para a Normandia. Esse ataque foi surpreendente para a Alemanha, pois as tropas inglesas e americanas conseguiram tomar o litoral da França. Além desses países, também participaram da invasão à Normandia os Estados Unidos, Canadá, França, Polônia, Austrália, Bélgica, Nova Zelândia, Holanda e Noruega.

Esse procedimento levou os alemães a recuar e, posteriormente, oficiais do alto escalão do exército tentaram assassinar Hitler, que escapou ileso e enforcou os envolvidos no golpe. O Dia D é considerado crucial para a vitória dos aliados.

Em outubro de 1944, os russos chegaram às terras alemãs e conquistam a Prússia Oriental. Já no mês de abril, começou a invasão do Exército Vermelho em Berlim, fazendo com que Hitler convocasse todos os homens para a luta. Quando a capital foi totalmente invadida, o líder alemão suicidou-se com sua esposa, Eva Braun. A Alemanha rende-se no dia 07 de maio de 1945.

Campos de Concentração

arames farpadosEsse era o nome dado aos campos que foram construídos pelos alemães nazistas para que pudessem exterminar os judeus. Outras etnias foram assassinadas nos campos de concentração como ciganos, prisioneiros de guerra, poloneses, entre outros. Eles abrigavam os prisioneiros para explorar seu trabalho. Posteriormente, a maioria era encaminhada também para os campos de extermínio. Para matar os prisioneiros, eram utilizados gases venenosos em uma câmara de gás, utilizando o gás Zyklon B. Outros eram assassinados em fuzilamentos ocorridos no próprio campo de extermínio.

Campo de Auschwitz

Esse era o nome dado a alguns campos de concentração situados na Polônia. A Alemanha construiu, em 1940, vários campos de concentração e extermínio nessa região, próximos à Cracóvia. Eram três campos principais, auxiliados por campos ajudantes. A política racista e nazista utilizava métodos cruéis com a população que vivia no Leste da Europa.

As pessoas que mais sofreram com isso foram os poloneses e os russos. Destruíram escolas e Universidades e somente era permitido o ensino básico. Diversos professores e intelectuais foram assassinados. Além das câmaras de gás, eram realizadas experiências médicas com os prisioneiros.

Os principais campos de concentração foram:

Auschwitz I – Era o campo de concentração original que administrava o complexo. Foi nesse campo que morreram muitos intelectuais poloneses e prisioneiros de guerra soviéticos. Esse campo foi criado em 1940 e nele, os prisioneiros eram obrigados a realizar trabalhos todos os dias. Em alguns blocos dessa prisão, eram aplicadas punições aos prisioneiros, que podiam ser executados, pendurados ou mortos por inanição.

Auschwitz II (Birkenau) – Nesse lugar, morreram judeus e ciganos. Ao contrário do primeiro campo, esse não tinha objetivo de colocar os prisioneiros para trabalhar, era um local de extermínio. Ele possuía quatro câmaras de gás, que também serviam como crematórios e podiam abrigar cerca de 2.500 prisioneiros por vez. Quando os crematórios não eram suficientes, os corpos eram queimados ao ar livre.

Auschwitz II (Monowitz) – Era um campo de trabalho escravo. Ele começou a operar em maio de 1942 e os prisioneiros realizavam tarefas para uma empresa de combustíveis líquidos e borracha sintética.

Bomba Nuclear

O nêutron foi descoberto em 1932 e, com a descoberta, passaram a estudar mais o núcleo atômico. Após vários estudos, descobriu-se que o bombardeamento de átomos de urânio gerava uma enorme quantidade de energia e isso poderia gerar uma explosão com grande capacidade de destruição. Após o ataque a Pearl Harbor, os Estados Unidos iniciaram uma operação secreta para construir uma bomba atômica.

Os primeiros testes na nova arma foram realizados em julho de 1945. Esse foi o ano de rendição da Alemanha; porém, o Japão continuava na guerra. Como resposta, os americanos atacaram sua capital com bombas incendiárias. Com a resistência japonesa, os Estados Unidos resolveram atacar os japoneses com uma bomba nuclear e analisaram as regiões mais desenvolvidas do país onde a bomba seria jogada. As cidades escolhidas foram Hiroshima e Nagasaki.

A cidade de Hiroshima foi atacada no dia 06 de agosto de 1945. Centenas de pessoas morreram instantaneamente. Posteriormente, também ocorreram mortes por envenenamento, radiação e necroses. Após o bombardeio, o presidente americano, Harry S. Truman, avisou ao Japão que eles deveriam se render ou os ataques continuariam. Entretanto, o país não se rendeu e continuou na guerra.

Em 09 de agosto de 1945, a cidade de Nagasaki foi atacada com outra bomba nuclear. Como havia acontecido em Hiroshima, milhares de pessoas morreram instantaneamente e outras centenas faleceram com o envenenamento por causa da radiação. A cerimônia de rendição do Japão ocorreu no dia 02 de setembro daquele ano. A rendição do país marcou o fim da Segunda Guerra Mundial. As consequências pós-guerra para o Japão não foram tão severas como haviam sido para os alemães na Primeira Guerra. O imperador continuou no poder, a ocupação do país foi menos severa e as forças armadas foram mantidas.